"A leitura faz ao homem completo; a conversa, ágil, e o escrever, preciso."
(Francis Bacon)
Concordo plenamente, por isso resolvi compartilhar aqui minhas leituras e algumas escritas baseadas naquilo que costumamente leio.
Sinta-se à vontade!

1 de ago de 2012

A força do adolescente


Observe um elefante num circo, ele é capaz de levantar o domador com a tromba e até empurrar um caminhão. Quando termina o show, o elefante não fica em uma jaula enorme e poderosa, mas fica preso a uma corrente, que por sua vez ficava amarrada numa estaca presa ao chão. Seria muito fácil para o elefante se livrar dessa situação arrebentando a corrente ou arrancando a estaca do chão. Mas por que ele permanece acorrentado? Como a corrente e a estaca pequena conseguem prender um elefante tão forte?

A questão é que quando o elefante ainda é um filhote prendem o seu pé com essa mesma corrente e com essa mesma estaca. Daí que o elefante filhote tenta que tenta se livrar, mas não consegue. Chega uma hora, ele desiste e acha que dessa corrente e dessa estaca ele nunca mais vai conseguir escapar. Então o elefante com seus músculos e força poderosos ainda permanece preso a uma corrente que não tem o poder de detê-lo porque a sua mente é que se encontra acorrentada agora. O elefante enorme não se solta porque acredita que não pode. Ele está acorrentado a uma mentira.

O adolescente de hoje é assim também. Deus os criou para fazer coisas grandes e importantes, Deus os deu força e capacidade. A Palavra de Deus nos diz “A beleza dos jovens está na sua força” Pv. 20.29a. Os adolescentes têm a capacidade de fazer coisas radicais e revolucionárias, de se projetarem a um futuro promissor, de fazer coisas que não seria possível em outras fases da vida, seja pela falta de tempo ou falta de vitalidade. Mas, infelizmente, muitos se encontram acorrentados mentalmente nas mentiras que a sociedade, dominada pelo pecado e pelo diabo, usa para treiná-los a permanecerem infantis por muito mais tempo que o necessário. Isso gera impedimentos para os adolescentes e jovens fazerem as coisas que Deus os criou para fazer e até coisas que gostariam de fazer se conseguissem se libertar e combater a cultura de depreciação da adolescência que impera em nossa sociedade.

A sociedade não espera muito dos adolescentes a não ser problemas. Não existem expectativas em relação à competência, à maturidade, à integridade ou à produtividade. O máximo que a sociedade espera dos nossos adolescentes está aquém do mínimo. Onde as expectativas são reduzidas a tendência é pararmos de nos esforçar e acomodar.

Mas, é preciso uma mudança de mentalidade! Onde há expectativas elevadas nossa tendência é buscar a excelência para atendê-las. É preciso então que os adolescentes se guiem pelos padrões de Deus e não pelos padrões da sociedade. A expectativa divina para nossos adolescentes é a mesma para os jovens e é elevada: “Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas seja um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza.” 1 Timóteo 4:12

O adolescente cristão precisa romper com o padrão deste mundo, com a desvalorização da adolescência e entender que essa não é uma época de fuga das responsabilidades, mas uma plataforma de lançamento para o restante da vida. O que cada um se tornará no futuro depende em grande medida daquilo que são agora.

Jesus é o nosso maior exemplo de como um adolescente deve ser. Aos doze anos Jesus já possuía um alto grau de independência emocional dos pais. Já tinha uma mente independente, mas isso não o fazia descambar para o mero negativismo contra as autoridades (pais e doutores da lei). Ele era submisso aos seus pais (Lc 2.51) e não foi agressivo com os doutores, antes eles ficaram admirados com as respostas e sua inteligência. Jesus aos doze anos demonstrava uma sede de conhecimento, pois interrogava os doutores porque queria saber mais, e não para se mostrar superiores a eles. Jesus, apesar de já possuir uma nítida compreensão do meu ministério aqui na terra, era submisso aos seus pais terrenos, age como deveria agir um menino de 12 anos. Mas, aos 30 anos o homem Jesus não se comporta mais como o menino de doze, mas como o homem que deveria ser: independente emocionalmente, com personalidade bem ajustada e segura e autoconfiança tremenda.

Jesus nosso Salvador afirmou "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” Jo 14.6. Andando no caminho que é Jesus, o único que nos leva ao Pai, o adolescente encontrará a verdade que é capaz de libertá-lo das algemas mentais com as quais a sociedade mundana o acorrentou: “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". Jo 8.32

Exerça seu potencial! Seja um adolescente de Cristo, seja conhecido pelo que você faz e não pelo que deixa de fazer! Alargue seus limites e suas expectativas, guie-se pela Bíblia, pelos padrões de Deus! Comece a revolucionar sua vida, mas de uma perspectiva diferente da do mundo, uma revolução que te fará fazer coisas grandes, que estão além de sua zona de conforto, coisa que desfiam a norma cultural!

Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus.” Hebreus 12:1-2

Bibliografia:
Radicalize - Alex & Brett Harris
Nem monge nem executivo - Paul Freston

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe registrado o seu comentário, a sua opinião, é importante para o crescimento desse trabalho.

"O que ama a correção ama o conhecimento;"Pv 12:1a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...