"A leitura faz ao homem completo; a conversa, ágil, e o escrever, preciso."
(Francis Bacon)
Concordo plenamente, por isso resolvi compartilhar aqui minhas leituras e algumas escritas baseadas naquilo que costumamente leio.
Sinta-se à vontade!

17 de jul de 2012

A arte da pergunta e da dúvida.


A arte de pensar é a manifestação mais sublime da inteligência. Jesus Cristo brilhou nessa arte.

Cristo falava sobre fé, sobre a necessidade de crer sem duvidar, de uma crença plena, completa, sem insegurança. A ciência não tem como investigar o que é essa fé, pois, como as raízes da fé se encontram no cerne (âmago, centro) da experiência pessoal, ela não se torna um objeto de estudo investigável. Todavia, apesar de Cristo falar de fé como um processo de existência transcendental, ele não anulava a arte de pensar, pelo contrário, era um mestre excepcional nessa arte. Ele não discorria sobre uma fé sem inteligência. Seus discípulos no início eram pessoas sem cultura e sem eloqüência, mas depois que passaram pela escola do Mestre dos mestres as pessoas admiravam-se ao ouvi-los: “Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.” Atos 4:13.


Para Jesus, primeiro deveria se exercer a capacidade de pensar e refletir antes de crer, depois vinha o crer sem duvidar. Pensar com liberdade e consciência era uma obra-prima para ele. Apesar de falar da fé como ausência da dúvida Jesus também era um mestre sofisticado na arte da dúvida. Ele a usava para abrir as janelas da inteligência das pessoas que o circundavam. (Lc 5:23; 6:9; 7:42).

Cristo usava a arte da pergunta para conduzir as pessoas a se interiorizarem e a se questionarem. (Jo 8: 10 e 11; 11:40; 21: 15-17). Jesus muitas vezes respondeu uma pergunta com outra pergunta.

O que é mais importante: a resposta ou a dúvida? No primeiro momento, sempre é a dúvida. Ela nos esvazia e estimula o pensamento. O que determina a dimensão da resposta é a dimensão da dúvida. Qualquer computador pode oferecer milhões de respostas, mas nenhum deles jamais conseguirá desenvolver qualquer tipo de dúvida, possuir qualquer momento de hesitação.

Se observarmos a história de homens e mulheres que mais brilharam em suas inteligências, constataremos que a curiosidade, o desafio, a ousadia, a sede de aprender, a capacidade de se colocar como aprendiz diante dos acontecimentos da vida eram seus segredos.

Ninguém consegue sucesso intelectual, social ou mesmo espiritual se não aprender a se esvaziar e questionar sua rigidez duvidando de si mesmo.

Portanto, diante de todas as circunstâncias da vida, questione! Questione seus motivos, interiorize-se, avalie as possíveis decisões e pergunte a si mesmo qual delas é a que está em acordo com os ensinamentos do Mestre e com a sua consciência, coloque-se como aprendiz diante dos acontecimentos da vida, pois dessa forma você exercitará sua capacidade de pensar e refletir.

Fonte: Livro "O Mestre dos mestres" de Augusto Cury




1 comentários:

Lucas disse...

Muito bom , fala muito sobre a arte da duvida no livro de augusto cury, futuro da humanidade. Enfim, questionar estimula o individuo a pensar e refletir !

Postar um comentário

Deixe registrado o seu comentário, a sua opinião, é importante para o crescimento desse trabalho.

"O que ama a correção ama o conhecimento;"Pv 12:1a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...