"A leitura faz ao homem completo; a conversa, ágil, e o escrever, preciso."
(Francis Bacon)
Concordo plenamente, por isso resolvi compartilhar aqui minhas leituras e algumas escritas baseadas naquilo que costumamente leio.
Sinta-se à vontade!

29 de jun de 2012

Exercícios Físicos x Oração


Vivemos na era do sedentarismo. Todos nós concordamos na eficácia e importância dos exercícios físicos para a nossa saúde, mas poucos de nós os praticam. Admiramos quem tem a disposição de praticar exercícios físicos, mas, paramos por aí. Os médicos nos alertam que bastam poucos minutos diários dedicados a uma atividade física para prevenirmos a maioria das doenças de hoje. Mas, mesmo sabendo disso, muitos dizem “Eu prefiro comer e dormir”, ou ainda arrumam desculpas como a falta de tempo e outros.

Mas a prática dos exercícios físicos sozinhos não garante a vitalidade e a saúde. É preciso se alimentar bem, alimentos frescos, saudáveis. Mas na era do “É pra ontem!” reina o “Fast-food”. Os nutricionistas nos alertam a consumir pouca gordura, pois, em excesso, pode entupir as veias, causar diversas doenças. O problema é que a gordura é boa ao paladar. E o ser humano nem sempre abre mão dos prazeres sensoriais. Quem abre mão de um bom churrasco? Um hambúrguer triplo? E, assim, nos enterramos em vida, vamos morrendo aos pouquinhos saciando a Gula e a Preguiça.

Paralelamente, vivemos na era dos doentes espirituais. Todos nós sabemos, baseados na Verdade da Palavra de Deus, que a oração é fundamental para a saúde de nossa vida espiritual, mas poucos a praticam. Admiramos pessoas de oração, corremos até elas quando nos sentimos mal física e espiritualmente, rogando que orem por nós, mas paramos por aí, ficamos apenas admirando, inertes. Homens e mulheres usados pelo Médico dos médicos nos alertam da necessidade de se ter uma vida de oração, oração contínua, que nos levará a uma comunhão íntima com Deus, que nos fortalecerá a fé, que nos fará fortes quando vierem as lutas e que através da oração poderemos interceder uns pelos outros. Dizem-nos também como, por que e quando orar, e que, se começarmos com poucos minutos diários logo estaremos orando em todo o tempo. Mas ainda assim criamos desculpas ou simplesmente nos deixamos ser pegos na armadilha do esquecimento de Deus e de seus preceitos. Pois se não oramos, como conhecemos Deus? Você se lembraria de alguém, ou teria amizade íntima com quem quase nunca conversa?

Mas a saúde espiritual depende também da meditação da Palavra de Deus. A oração e a leitura da Palavra de Deus são para a alma o que os exercícios físicos e uma boa alimentação são para o corpo. O salmista Davi escreveu “Escondi a Tua Palavra no meu coração para não pecar contra ti” Sl 119.11. O profeta Oséias nos entregou o recado de Deus “O meu povo foi destruído porque lhe faltou conhecimento” Os 4.6a. Mal alimentados espiritualmente somos facilmente enganados por doutrinas falsas, cujo centro é a vontade humana e não a vontade de Deus. Ainda assim, mesmo alertados, muitos preferem se banquetear com as gorduras de uma espiritualidade vazia e fria, mas que afaga o ego e a carnalidade. Utilizam a religião como um amuleto e Cristo como uma máquina de desejos. Procuram transformar Deus em um objeto de satisfação própria e não percebem que Deus está longe do alcance de suas birras espirituais. Já estão mortos e nem se deram conta disso.

Algumas pessoas questionam: “Se Deus conhece todas as coisas, se Ele é onisciente, porque devo orar? Ele já sabe de tudo o que preciso!” A questão é que oração não é somente petição. Deus deseja que tenhamos um relacionamento íntimo com Ele, Deus deseja que nos tornemos amigos Dele. A oração é o nosso diálogo contínuo com o nosso Criador. Não há amizade onde não há diálogo! “Uma boa comunicação transforma conhecidos em amigos e superficialidade em intimidade” [1] Jesus nos afirmou o seu desejo de nos tornar seus amigos: “Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno. Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.” João 15:14-15

E porque Deus não responde a algumas orações? Quando a oração é ineficaz? Em 1Jo 3.22 lemos que “E aquilo que pedimos, dEle recebemos, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos diante dEle o que lhe é agradável.” Logo, se quisermos obter resposta de Deus às nossas orações precisamos viver em obediência à sua Palavra, além do mais, a oração eficaz é aquela que está relacionada à vontade de Deus. E qual é a vontade de Deus? Que O amemos acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Em Mateus 6.14,15 aprendemos que se não perdoamos o nosso próximo que nos ofendeu, Deus não nos ouvirá: “Na oração há uma conexão entre o que Deus faz e o que você faz. Por exemplo, você não pode obter perdão de Deus se não perdoa os outros. Se recusar fazer a sua parte, você estará separado de Deus.” [2]

É bom termos em mente que Deus nunca nos responderá segundo as nossas próprias vontades, mas de acordo com a Sua soberana vontade. Ele pode nos responder com Sim, Não ou Espere! Devemos sempre nos colocar diante de Deus com humildade e aceitar a Sua vontade para as nossas vidas. Como conhecer a vontade de Deus? Através da leitura e meditação das Escrituras.

Quando orar? Tiago nos responde bem a essa questão: “Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” Tiago 5:13-16. Ou seja, em todo o tempo devemos orar, e não somente nas horas difíceis e angustiantes, mas também quando estamos felizes lembremos-nos de agradecer a Deus. Paulo em sua carta aos Efésios escreveu: “A Palavra de Deus é uma arma indispensável. A oração também é essencial nesta luta incessante. Orem o tempo todo, e com fé. Orem pelos irmãos na fé. Mantenham os olhos abertos. Encorajem-se mutuamente para que ninguém venha a cair ou vacilar.” Ef. 6.18 [2]

Como orar? Jesus nos ensinou que a oração não é algo complicado, mas algo simples que deve brotar de um coração agradecido e adorador. Nossa oração deve incluir reverência e a glorificação de Deus; buscar sua vontade e reconhecer a nossa dependência de Deus para as necessidades físicas e espirituais; perdoar nossos ofensores, a fim de alcançarmos o perdão de Deus. Se não perdoamos, nossa oração se torna vazia, e deste modo não estaremos orando ao Senhor, mas simplesmente repetindo frases prontas e mecânicas, sem externar nossos verdadeiros sentimentos. Tenha em mente que sua vida de oração deve incluir quatro diretrizes: louvor (para adorar e honrar a Deus), ouvidos atentos, constância (1 Ts. 5.17) e sinceridade (Sl 66.18).

Da mesma forma em que é preciso muita disciplina e determinação para se praticar exercícios físicos e alimentar-se de maneira adequada, nossa vida espiritual também necessita de disciplina e determinação para perseverarmos em oração e meditação da Palavra de Deus. E, da mesma forma em que exercícios realizados de maneira inadequada trazem prejuízos para o corpo ao invés de benefícios, a oração em que não se observa a vontade e os mandamentos de Deus, é vazia e sem eficácia.

Que possamos cultivar o hábito saudável de conversar com Deus, uma conversa de amigos, onde, sem reservas, contamos ao nosso Pai tudo o que sentimos e pensamos, confessamos nossos pecados e agradecemos por seus cuidados; intercedemos uns pelos outros e nos colocamos dispostos a fazer a Sua Soberana vontade. Que a oração de Jesus seja nosso exemplo: “Pai,  seja feita a tua vontade” Mt 26.42


[1] – Keith Philips

[2] – A Mensagem de Eugene Peterson


2 comentários:

rose mari disse...

Oração e ação o resultado é paz espiritual e fisica!

Quenia disse...

Verdade! E o resultado é garantido. Obrigada pela visita Rose Mari!

Postar um comentário

Deixe registrado o seu comentário, a sua opinião, é importante para o crescimento desse trabalho.

"O que ama a correção ama o conhecimento;"Pv 12:1a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...