"A leitura faz ao homem completo; a conversa, ágil, e o escrever, preciso."
(Francis Bacon)
Concordo plenamente, por isso resolvi compartilhar aqui minhas leituras e algumas escritas baseadas naquilo que costumamente leio.
Sinta-se à vontade!

1 de set de 2012

Jeremias, Fracasso ou Sucesso?


Fracasso ou sucesso? Como podemos definir o ministério de Jeremias? 

Jeremias viveu nas décadas que conduziram à queda de Jerusalém, em 587 a.C., seguida pelo exílio babilônico. Apesar de ter se empenhado em convencer o povo a alterar o curso moral da nação, o povo não lhe deu ouvidos.

Um homem que pregou para ouvidos que não ouviam e olhos que não viam: “Ouvi agora isto, ó povo insensato, e sem coração, que tendes olhos e não vedes, que tendes ouvidos e não ouvis.”Jr 5:21. Um profeta sem prestígio, sem platéia, desacreditado, humilhado, torturado, zombado, preso: “Fui feito um objeto de escárnio para todo o meu povo, e a sua canção todo o dia”. Lm 3:14 (ver também Jr 20.1-2; 26.8-11; 36.5; 37.13-16; 44.16). Ele foi um sucesso ou um fracasso? 

Quando Deus entrega a mensagem a Jeremias o adverte que a missão não será fácil (Jr 1.8) e que não lhe darão ouvidos: “E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar.Jm 1:19. Mesmo diante desse quadro pouco animador o profeta cumpre as ordens de Deus. Qual o segredo? Como pode alguém abraçar uma missão para toda uma vida sabendo-a fracassada? 

A questão é que se analisarmos a vida de Jeremias sob a visão do homem nós o taxaremos de fracassado: “sua igreja” era vazia, o povo não lhe dava ouvidos, foi humilhado, debochado, jogado num poço lamacento... Mas, para Deus, Jeremias foi um sucesso

Jeremias foi um sucesso sob a ótica divina porque fez o que tinha de fazer, cumpriu as ordens do Senhor, e fez com que a Mensagem fosse entregue às nações a quem Deus designava o seu juízo (Jr 1.9-10). Jeremias escolheu estar sob o serviço de Jeová, mesmo que isso lhe trouxesse provações, angústias e perseguições. Enquanto Jeremias trazia uma palavra de juízo e exortava o povo ao caminho do arrependimento e obediência a Deus, os demais profetas acalmavam o povo dizendo que aqueles eram tempos de paz (Jr 6.13-14) e levavam o povo a caminhos contrários aos da vontade de Deus (Jr 43, 2 -7). Por que, então, Jeremias escolheu ficar do lado da minoria? Como ele tinha certeza de que estava do lado certo, do lado da Verdade, do lado de Deus? 

O segredo de Jeremias foi sua intimidade com Deus, estabelecida e renovada a cada madrugada “Levanta-te, clama de noite no princípio das vigias; derrama o teu coração como águas diante da presença do Senhor; levanta a ele as tuas mãos, pela vida de teus filhinhos, que desfalecem de fome à entrada de todas as ruas.Lm 2:19. A vida desse profeta foi marcada pela oração diária, pelos momentos passados a sós com Deus. Antes de realizar qualquer atividade no dia, Jeremias conversava com Deus. Falava e ouvia Deus falar. Ouvia e obedecia. Sua fé inabalável tinha sustentação na oração: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto esperarei nele.Lm 3:22-24

A intimidade de Jeremias com seu Deus não o livrou de momentos de dúvidas, angústias, questionamentos e pesares. Jeremias se sentiu num dado momento tão angustiado que chegou a amaldiçoar o dia do seu nascimento: “Maldito o dia em que nasci; não seja bendito o dia em que minha mãe me deu à luz.” Jm 20:14. Mas mesmo em sua decepção e tristeza ele sabia a quem recorrer. Quando sua fé sofria ataques terríveis e ele começava a duvidar, era a Deus que o profeta dirigia suas queixas e Deus o respondia, o corrigia e restaurava suas forças e fé novamente. Jeremias era renovado porque orava, ou seja, dirigia-se a Deus e calava para ouvir Deus falar. Ele sempre se lembrava da promessa que o Senhor lhe fez: “E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar.Jm 1:19 

Mas houve um homem, dentre outros, que deu crédito às palavras de Jeremias, que, estupefato ante as palavras de juízo, dirige-se ao Supremo Juiz e questiona: “Senhor, tu não és desde a eternidade? Meu Deus, meu Santo, tu não morrerás. Senhor, tu designaste essa nação para executar juízo; ó Rocha, determinaste a ela que aplicasse castigo. Teus olhos são tão puros, que não suportam ver o mal; não podes tolerar a maldade. Por que toleras então esses perversos? Por que ficas calado enquanto os ímpios engolem os que são mais justos do que eles?Hb1:12-13. Esse homem foi o profeta Habacuque. Enquanto os demais consideravam o aviso de Jeremias um antipatriotismo, Habacuque apresentou sua dúvida a Deus. 

Habacuque cria no Deus Único, Eterno e Santo, cria que Israel era o povo escolhido por Deus e não entendeu como o Senhor podia entregar sua nação a juízo nas mãos dos ímpios. Então ele ora, ele fala com Deus, dirige-se àquele que tem o destino das nações nas mãos. Veja que Deus convida: “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece’.Jr 33:3! 

Se temos incertezas é a Ele, o Senhor de todas as coisas, que devemos clamar, é nEle que reside todas as respostas. 

Habacuque então faz algo mais do que verbalizar seu espanto, ele espera! “Sobre a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que falará a mim, e o que eu responderei quando eu for argüido.Hb 2:1. 


E na espera Habacuque ouve a resposta de Deus: “Escreva: "O ímpio está envaidecido; seus desejos não são bons; mas o justo viverá pela sua fidelidade.Hb 2:4. - Deus norteia a vida do justo e renova-lhe a esperança. “A violência que você cometeu contra o Líbano o alcançará, e você ficará apavorado com a destruição de animais, que você fez. Pois você derramou muito sangue, e cometeu violência contra terras, cidades e seus habitantes.” Hb 2:17Deus entregará seu povo nas mãos dos ímpios mas executará o juízo contra essas nações ímpias.


Após a confirmação do juízo que viria ao seu povo e às nações a quem Deus entregaria Israel para a execução desse juízo, Habacuque percebe que habita o grande mundo da Soberania de Deus e ora engrandecendo e adorando o Único e Verdadeiro Deus, porque finalmente entende que Jeová tem o controle de TUDO! Ele descobre que a vida de fé em Deus, a vida de confiança permanente em Deus é a vida plena, a única e verdadeira. 

E, então, o profeta ora a oração que tem sido a nossa oração nos tempos confusos e difíceis: “Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação. O Senhor Soberano é a minha força; ele faz os meus pés como os do cervo; ele me habilita a andar em lugares altos.” Hb 3:17-19

Que a vida de Jeremias e Habacuque nos ensine que “não importa quão confusas as coisas pareçam estar, porque Deus tem sempre uma maneira de fazer com que tudo contribua para a sua glória. Ele é o Senhor de toda sabedoria, e a história não passa de um lento desenvolvimento dos seus propósitos.” [1] 

Jeremias e Habacuque foram sucessos para Deus! Porque atenderam ao chamado divino e quando os momentos angustiantes chegaram, levaram a Ele suas dúvidas, receberam de Deus a resposta e, ouvindo a voz de Deus, adoraram e obedeceram, mesmo que o que ouviram não foi aquilo que gostariam de ouvir.

Fontes:
Bíblia A Mensagem - Eugene Peterson
[1] - A. W. Tozer em seu livro: O propósito do homem.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe registrado o seu comentário, a sua opinião, é importante para o crescimento desse trabalho.

"O que ama a correção ama o conhecimento;"Pv 12:1a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...