"A leitura faz ao homem completo; a conversa, ágil, e o escrever, preciso."
(Francis Bacon)
Concordo plenamente, por isso resolvi compartilhar aqui minhas leituras e algumas escritas baseadas naquilo que costumamente leio.
Sinta-se à vontade!

5 de dez de 2012

Os três D´s mortais


Conta - se a história de um sacerdote que servia uma pequena paróquia, em uma zona rural esquecida. Amava a sua gente e era amado por ela; fazia o trabalho de Deus com muita eficiência - tanta eficiência, de fato, que dois demônios foram designados por Satanás para importuná-lo e arruinar de alguma forma o seu ministério. Tentaram todos os métodos de sua sacola de artimanhas, mas não tiveram êxito. O tranquilo sacerdote parecia estar além de seu alcance. Por último, pediram uma reunião com o próprio Diabo.

"Tentamos de tudo", explicaram os demônios, especificando seus esforços. Satanás ouviu e então deu o seu conselho: "É muito fácil. Dê-lhe a notícia de que seu irmão foi promovido a bispo".

Os demônios olharam um para o outro. Parecia simples demais. Esperavam algo mais diabólico. Mas não custava tentar. Nada mais havia funcionado.


Algumas semanas mais tarde, retornaram jubilosos. O velho sacerdote não recebeu tão bem a feliz notícia da promoção de seu irmão. A alegria anterior do homem se converteu em lamentação. Suas palavras de ânimo foram substituídas pela murmuração e pela melancolia. Em pouco tempo, o ministério brilhante do ministro foi destruído  pela larva verde da inveja e pela nuvem negra da frustração - pela amarga conclusão de que "isso não é justo".

Satanás nunca foi muito criativo. As ferramentas usadas hoje por ele são as mesmas que ele sempre utilizou e - não se espante - elas têm sido bastante eficientes. Desde o jardim do Éden até a cozinha de Marta em Betânia e os nossos dias, Satanás ainda planeja seus ataques em torno do que eu chamo de "os três D's da destruição". São eles:

  •  Distração
  • Desânimo
  • Dúvida
Em todo o tempo, Satanás recorre a essas táticas para derrubar os melhores e mais valorosos servos de Deus. A estratégia básica é absolutamente simples: desviar o olhar das pessoas em direção a Deus e voltá-lo para as circunstâncias; fazê-las acreditar que sua felicidade depende dos acontecimentos ao seu redor; ou dar boas notícias - sobre outra pessoa. E, quando estiverem  completamente desanimadas, dizer que Deus não se importa. Depois, ele se reclina na sua poltrona e deixa que a dúvida fala seu trabalho.

É realmente uma estratégia brilhante, quando você reflete nela. Plante os "D" mortais nos corações humanos e, mais cedo ou mais tarde, as pessoas se autodestruirão.

Ao menos, é claro, que ninguém intervenha - é exatamente o que Jesus veio fazer.

"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.
E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá.
A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém." 1 Pedro 5:7-11


Obs.: Extraído do livro "Como ter o coração de Maria no mundo de Marta", da autora Joana Weaver, lançado no Brasil pela editora CPAD.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe registrado o seu comentário, a sua opinião, é importante para o crescimento desse trabalho.

"O que ama a correção ama o conhecimento;"Pv 12:1a

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...